Município de Alenquer

Portugal 2020

  • Programação Cultural em Rede no Baixo Alentejo

     

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Programação Cultural em Rede no Baixo Alentejo
    Código de projeto: ALT20-08-2114-FEDER-000285
    Objetivo principal: Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética
    Região de intervenção: Alentejo
    Entidade beneficiária: CIMBAL - COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO BAIXO ALENTEJO
    Data de aprovação: 24-11-2020
    Data de início: 01-01-2021
    Data de conclusão: 31-12-2021
    Custo total elegível: 600.000,00 €
    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 600.00,00 €
    Parceiro: Município de Castro Verde:
    Custo total elegível: 36.900,00 €
    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 36.900,00 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    A candidatura resulta de uma parceria para Programação Cultural em Rede no Baixo Alentejo (BA), nomeadamente em expressões artísticas como o teatro, a dança, a música, o artesanato, o cante, promovida pela CIMBAL com todos os seus Municípios, com o objetivo de promover a dinamização, promoção e desenvolvimento do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade do BA através da sua qualificação e valorização turística.

    A candidatura tem como objetivos, a valorização, promoção, dinamização e desenvolvimento do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade dos territórios, através da sua qualificação e valorização turística (Prioridade de Investimento (PI) 6.3, contribuindo desta forma para aumentar a atratividade da Região e respetiva dinamização económica, tornando-a como destino turístico de excelência, com vista à diminuição de assimetrias e ao reforço da coesão territorial, por via da realização de eventos associados ao património, à cultura e a bens culturais.

    Pretende-se: o Dinamizar práticas artísticas e culturais associadas ao património cultural e natural; o Qualificar a oferta dos produtos culturais existentes, criando novas dinâmicas e promovendo economia de escala; o Aprender e ensaiar novas metodologias de programação e de dinamização; o Possibilitar a fruição e o acesso a todas as formas de expressão cultural, das artes e do espetáculo; o Trabalhar de forma concertada e em rede, com entidades culturais e artísticas locais, nacionais e internacionais; o Valorizar culturalmente o território, promovendo assim o destino Baixo Alentejo.

     

  • Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde

     

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde
    Código de projeto: ALT20-02-5673-FEDER-000081
    Objetivo principal: Investir na educação, na formação e na formação profissional para aquisição de competências e a aprendizagem ao longo da vida
    Região de intervenção: Alentejo
    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde
    Data de aprovação: 31-03-2020
    Data de início: 25-10-2019
    Data de conclusão: 30-06-2023
    Custo total elegível: 3.004.751,06 €
    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 2.554.038,40 €
    Apoio financeiro público nacional/regional: 313.264,43 €
    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    Esta intervenção deverá centrar-se apenas nos espaços existentes (construídos), e deverá promover melhores condições para a concretização de uma cultura de aprendizagem agregada, facilitando a divulgação do conhecimento e aquisição de competências, assentando em seis vetores de intervenção:

    • Corrigir os problemas e patologias construtivas existentes;
    • Melhorar as condições de habitabilidade, com particular ênfase nas componentes, térmica, acústica, hidrotérmica, qualidade do ar, segurança e acessibilidade;
    • Adequar os espaços e modernizar os equipamentos das salas de aula, laboratórios, salas de tecnologias, secretaria, salas de trabalho, sala de convívio, refeitório e cozinha;
    • Garantir espaços de trabalho e de pausa para o corpo docente, bem como espaços adequados para o convívio e trabalho informal de alunos;
    • Garantir flexibilidade e adaptabilidade dos espaços à diversidade curricular, tendo em conta a evolução das práticas pedagógicas, de modo a maximizar a sua utilização e a minimizar investimentos no futuro;
    • Possibilidade de garantir a eficiência, ou mesmo a autossuficiência, energética dos edifícios;
    • Garantir de forma a que os espaços possam ficar apetrechados de diverso equipamento que contribuam, ou possam contribuir, para o desenvolvimento das diferentes capacidades e competências dos alunos.

     

  • Planos integrados e inovadores de combate ao insucesso escolar

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Planos integrados e inovadores de combate ao insucesso escolar
    Código de projeto: ALT20-02-5266-FSE-000022
    Objetivo principal: Investir na educação, na formação e na formação profissional para aquisição de competências e a aprendizagem ao longo da vida
    Região de intervenção: Alentejo
    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde
    Data de aprovação: 14-09-2017
    Data de início: 01-01-2017
    Data de conclusão: 31-08-2019
    Custo total elegível: 153.275,28 €
    Apoio financeiro da União Europeia: FSE – 130.283,99 €
    Apoio financeiro público nacional/regional: 22.991,29 €
    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    Esta operação materializa o contributo específico que o Município de Verde, de forma complementar e articulada com a ação do Agrupamento de Escolas, se propõe desenvolver com vista a promover a igualdade no acesso ao ensino, a melhoria do sucesso educativo dos alunos e a qualidade e eficiência do sistema de educação a nível local.

  • Intervenção para a modernização e inovação da gestão do sistema em baixa da rede de abastecimento de águas

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Intervenção para a modernização e inovação da gestão do sistema em baixa da rede de abastecimento de águas na Vila de Castro Verde
    Código de projeto: POSEUR-03-2012-FC-001412
    Objetivo principal: Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção: Alentejo
    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde
    Data de aprovação: 07-11-2019
    Data de início: 15-04-2019
    Data de conclusão: 30-04-2021
    Custo Total do Investimento: 358.395,30 €
    Custo total elegível: 177.317,65 €
    Investimento não elegível: 181.077,65 €
    Apoio financeiro da União Europeia: FC – 70.927,06€
    Apoio financeiro público nacional/regional: 106.390,59 €

     

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    A presente candidatura contempla investimentos nos sistemas em baixa tendo em vista o controlo e a redução de perdas nos sistemas de distribuição e adução de água, designadamente em equipamentos para campanhas de deteção de fugas, substituição de condutas com perdas elevadas, aquisição e instalação de equipamentos de controlo e medição. Consiste na implementação do seccionamento da rede e no sistema de gestão de pressões e na requalificação parcial da rede de abastecimento em baixa do centro histórico da vila de Castro Verde.
    Esta operação está diretamente associada à otimização e gestão eficiente dos recursos e infraestruturas existentes, garantindo a qualidade do serviço prestado às populações e a sustentabilidade dos sistemas, no âmbito do ciclo urbano da água.

  • Criação de Corredor Pedonal acessível no Eixo Rua D. Afonso Henriques – Praça do Município

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Criação de Corredor Pedonal acessível no Eixo Rua D. Afonso Henriques – Praça do Município
    Código de projeto: ALT20-04-1406-FEDER-000071
    Objetivo principal: Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores.
    Região de intervenção: Alentejo
    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde
    Data de aprovação:
    Data de início: 06-09-2018
    Data de conclusão: 06-09-2020
    Custo total elegível: 402.129,00€
    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 341.809,65€
    Apoio financeiro público nacional/regional: 60.319,35€


    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    Esta operação consiste no redimensionamento do perfil da rua, reduzindo a faixa de circulação automóvel, otimizando a organização do estacionamento e privilegiando a circulação pedonal de qualidade ao nível dos passeios.
    Esta intervenção pretende trazer, acima de tudo, um sentido de integração no tecido urbano da vila, despertando aqui um espaço público para uso frequente da população; Criação de plataformas onde serão plantadas árvores e zonas de estar equipadas com elementos urbanos, que promovam a permanência neste novo espaço público; Melhorar de forma substancial as condições de acessibilidade pedonal no troço compreendido entre a Praça da República e a Praça do Município.

  • Criação de Corredor Pedonal acessível da Rua Morais Sarmento

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Criação de Corredor Pedonal acessível da Rua Morais SarmentoCódigo de projeto: ALT20-04-1406-FEDER-000067Objetivo principal: Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores.Região de intervenção: Alentejo Entidade beneficiária: Município de Castro VerdeData de aprovação: Data de início: 06-09-2018Data de conclusão: 26-05-2021Custo total elegível: 321.286,60€Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 251.074,45€Apoio financeiro público nacional/regional: 44.307,25€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    Esta intervenção consiste em dar prioridade à circulação e bem estar dos utentes pedonais, e de mobilidade reduzida. São essas zonas de mobilidade, alargamento de passeios e redução de faixas viárias que permitam a requalificação do espaço urbano existente, ou seja, a intervenção assenta no aumento das áreas pedonais, reorganização dos estacionamentos e estreitamento das faixas de rodagem do corredor pedonal acessível na Rua Morais Sarmento.
    Além dos benefícios diretos para a população urbana, espera-se:
    - Diminuir a presença automóvel no centro, reduzindo a velocidade e intensidade do tráfego que atravessa o centro histórico; Reestruturar o sistema viário no centro, reperfilando vias e reorganizando estacionamentos; Privilegiar a circulação pedonal, através de melhorias na modalidade e acessibilidade universal; Valorizar o espaço público, fomentando uma articulação continuada e sistémica e requalificando os espaços de vivência pública e Reposicionar Castro Verde no panorama nacional como vila sustentável, prazerosa e atual.

  • Zona de Atividades Económica de Castro Verde

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Zona de Atividades Económica de Castro Verde

    Código de projeto: ALT20-01-0853-FEDER-000076

    Objetivo principal: Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas

    Região de intervenção: Alentejo 

    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde

    Data de aprovação: 14-12-2018

    Data de início: 27-07-2020

    Data de conclusão: 26-07-2022

    Custo total elegível: 2.088.436,23 €

    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 1.775.170,80 €

    Apoio financeiro público nacional/regional: 313.264,43 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    A zona de atividades económicas de Castro Verde, constitui o espaço físico capaz de receber e instalar unidades empresariais que necessitem de espaço físico estruturado e infraestruturado e com relações de funcionalidade facilitadas com a centralidade da Vila de Castro Verde, com uma área de intervenção de cerca de 9,9 hectares, situado na nascente da EN2 na saída para Aljustrel.

    Consiste na execução de um loteamento na sua forma mais simples – arruamentos e todas as infraestruturas necessárias, permitindo, com a sua implementação a imediata ocupação dos lotes criados. Constituído por 39 lotes destinados à indústria, apresentando alguns deles destinos diferentes.

    Pretende-se com esta intervenção:

    a) Estimular e incentivar o desenvolvimento e a dinâmica empresarial local criando condições para a fixação e captação de investimentos capazes de gerar crescimento e emprego e inverter a tendência de declínio demográfico;
    b) Estruturar e infraestruturar espaços vocacionados para a instalação de atividades económicas que possam oferecer um elevado nível de infraestruturação (tecnológico e ambiental);
    c) Promover a diversificação e a complementaridade de funções num quadro de articulação e enquadramento no tecido urbano da Vila de Castro Verde;
    d) Incentivar o uso eficiente da água e da energia e promover o equilíbrio entre o modelo de ocupação do território e as caraterísticas e os valores eco, ambientais e paisagísticos que caracterizam o sistema biofísico.

  • Castro Verde – Eventos Culturais

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto: Castro Verde – Eventos Culturais

    Código de projeto: ALT20-08-2114-FEDER-000154

    Objetivo principal: Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção: Alentejo

    Entidade beneficiária: Município de Castro Verde

    Data de aprovação: 03-12-2018

    Data de início: 01-01-2018

    Data de conclusão: 31-07-2019

    Custo total elegível: 176.578,03 €

    Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 124.593,43 €

    Apoio financeiro público nacional/regional: 51.984,58 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    A operação Castro Verde – Eventos Culturais, engloba as ações programadas – Festival do Borrego – Quinzena Cultural – Primavera no Campo Branco - Festas de Castro), assume como determinante a possibilidade do turismo servir como instrumento de valorização da identidade cultural e da promoção económica de bens e atividades culturais.
    A presente candidatura assenta na sua lógica de intervenção num único pilar de desenvolvimento: o imaterial. Neste domínio expetável que o acesso a bens e atividades culturais cumpram com o objetivo final (alargar o universo do público) mas também que satisfaçam uma nova procura social e turística. Devidamente potenciada, esta solução pode constituir-se como suporte da afirmação de um território de qualidade para o turismo ligado ao património e à cultura e complementar a oferta com outras linhas de atuação ao nível do turismo da natureza, gastronomia e vinhos.

  • Valorização do Projeto Museológico Municipal

    Cofinanciado por:

    Multimédia0

    Designação do projeto| Valorização do Projeto Museológico Municipal

    Código de projeto| ALT20-08-2114-FEDER-000159

    Objetivo principal| Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção| Alentejo

    Entidade beneficiária| Município de Castro Verde

    Data de aprovação| 07-02-2019

    Data de início| 01-01-2019

    Data de conclusão| 31-12-2020

    Custo total elegível| 92.799,60 €

    Apoio financeiro da União Europeia| FEDER – 78.879,65 €

    Apoio financeiro público nacional/regional| 13.919,95 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    Esta operação visa, assegurar a conservação e valorização do património cultural enquanto instrumento de sustentabilidade do território designadamente através da sua valorização turística.
    O Município de Castro Verde assume como determinante o reforço dos equipamentos culturais no conjunto dos recursos da região, visando a oferta diversificada e de qualidade do território, património e cultura da região.
    Esta operação assenta a sua lógica de intervenção em dois pilares de desenvolvimento| o material e imaterial. No primeiro domínio é expetável que a introdução / disponibilização dos centros de interpretação cumpram com o objetivo final (suporte de interpretação) mas também satisfaçam uma nova procura social e turística. No segundo domínio e em resultado daquilo que será promoção da memória coletiva, presume-se que se venham a verificar importantes mudanças na comunicação e na valorização dos equipamentos culturais não só ao nível dos processos como também nos produtos e nos serviços. Devidamente potenciadas, estas soluções podem constituir-se como suporte da afirmação de um território de qualidade para o turismo ligado ao património e à cultura e complementar a oferta com outras linhas de atuação ao nível do turismo da natureza, gastronomia e vinhos

  • Requalificação e Valorização Urbana da Zona de Castro Verde

    Cofinanciado por:Multimédia0

    Designação do projeto| Requalificação e Valorização Urbana da Zona de Castro Verde

    Código de projeto| ALT20-04-2316-FEDER-000113

    Objetivo principal| Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção| Alentejo

    Entidade beneficiária| Município de Castro Verde

    Data de aprovação|

    Data de início| 06-09-2018

    Data de conclusão| 06-09-2020

    Custo total elegível| 505.588,98€

    Apoio financeiro da União Europeia| FEDER – 429.750,63€

    Apoio financeiro público nacional/regional| 75.838,35€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

    O principal objetivo desta operação passa pela afirmação de um espaço “continuum” entre a Praça da República e a Praça da Liberdade, estendendo-se até ao troço da Rua Seara Nova, animado quer pela base de atividades instaladas, quer pela dinamização de eventos de natureza diversa que tirem partido do espaço público.
    A intervenção proposta procurará dar evidência à promoção de um espaço público que dê primazia ao andar a pé, com circuitos articulados entre si e com o tecido da vila. Promove-se também deixar o carro fora do centro e aciona-se o encontro social, a fruição do espaço público, a promoção de espaços comerciais e uma vida mais saudável.