Município de Alenquer

Assinado Auto de Consignação da Empreitada de Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde


20 de agosto 2021
Assinado Auto de Consignação da Empreitada de Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde
Assinado Auto de Consignação da Empreitada de Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde
Realizou-se a 20 de agosto, no Salão Nobre dos Paços do Município, a Cerimónia Pública de Assinatura do Auto de Consignação da Empreitada de Requalificação da Escola Secundária de Castro Verde.
 
A Cerimónia contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, António José Brito, da Presidente da CAP do Agrupamento de Escolas de Castro Verde, Madalena Coelho e da administração da empresa JRC - Construções e Obras Públicas.

Para Madalena Coelho, Presidente da CAP do Agrupamento de Escolas de Castro Verde, este momento foi de grande satisfação pois era ansiado há muito e permitirá iniciar “um novo ciclo, não só para Castro Verde, mas também para toda a comunidade escolar”.

Também o Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, António José Brito, manifestou o seu contentamento por este momento tão importante para Castro Verde e para todos os castrenses, salientando que, deste o início deste mandato, a requalificação da Escola Secundária sempre foi assumida como um como objetivo estratégico para o futuro.
“Foi um trabalho muito exigente, mas finalmente chegamos aqui ao momento em que abrimos um novo ciclo. E esse novo ciclo é a requalificação da Escola, do ponto de vista da construção civil, que vai acontecer nos próximos 18 meses, e que permitirá ter uma escola moderna, capaz, com respostas que façam sentir bem todos os alunos, professores e restante comunidade escolar”, afirmou António José Brito.

O autarca referiu ainda que é necessário começar a refletir sobre a estratégia que permitirá assumir Castro Verde no território como um centro educativo que dê resposta, do ponto de vista da formação, ao conjunto de municípios do Campo Branco.

“Castro Verde tem que assumir a sua capacidade e centralidade, desse ponto de vista, para ter uma oferta formativa mais capaz, mais ampla e mais competente para o futuro”, sublinhou.